Fibromialgia | Diagnóstico

A Fibromialgia é por vezes difícil de reconhecer na prática clínica diária o que provavelmente contribui para subestimar a sua frequência. Não existem exames laboratoriais, radiológicos ou outros que confirmem ou excluam a presença de FM. A escassez de sinais objectivos e a ausência de exames auxiliares de diagnóstico específicos, torna as queixas subjectivas dos doentes fundamentais para o diagnóstico. Assim, o diagnóstico é baseado nas queixas do doente, na sua história clínica e no exame físico cuidadoso.

Em 1990 o Colégio Americano de Reumatologia adoptou os seguintes critérios de diagnóstico:

Duração superior a três meses de:

1. Dor generalizada por todo o corpo;
A dor é considerada generalizada quando se verificam: dor do lado esquerdo e do lado direito do corpo, dor acima da cintura e abaixo da cintura e dor no esqueleto axial (coluna cervical ou tórax anterior ou coluna dorsal ou coluna lombar).

2. Dor à palpação digital em 11 de 18 pontos;



E, pelo menos, mais dois dos quatro sintomas seguintes:

1. Fadiga
2. Alterações do sono
3. Perturbações emocionais
4. Dores de cabeça

Apesar de não existirem exames específicos laboratoriais ou radiológicos que permitam diagnosticar a Fibromialgia, esses testes ajudam ao descartar outras doenças com sintomas semelhantes que são também característicos de muitas outras doenças. Estes são também importantes quando definem outro diagnóstico e excluem a Fibromialgia.
A longa lista de afecções que apresentam diagnóstico diferencial com a Fibromialgia e a gravidade e tratamento específico que muitas dessas entidades possuem levam muitos médicos a considerá-la como um ‘diagnóstico de exclusão’.

Diagnóstico Diferencial prático do doente fibromiálgico

Doença reumática
Artrite reumatóide
Lupus eritematoso sistemático
Espondilite anquilosante
Polimiosite
Síndrome de Sjögren
Polimialgia reumática
Reumatismo abarticular politópico
Osteomalácea
Osteoporose (microfracturas)
Doença vertebral degenerativa
Síndrome de dor miofascial

Doenças musculares
Miopatias inflamatórias
Miopatias de causa metabólica


Doenças endócrinas
Hipotiroidismo
Hipertiroidismo
Hiperparatiroidismo
Insuficiência supra-renal

Doenças infecciosas
Síndrome pós-viral (Epsteinn-Barr e VIH)

Doenças Neurológicas
Doença de Parkinson
Miastenia Gravis

Doenças Neoplásicas
Mieloma múltiplo
Metastização tumoral

Doenças Psiquiátricas
Neurose (depressão/ansiedade)
Transtorno por somatização

Síndrome de fadiga crónica

Síndrome Miofascial

Disfunção da articulação temporo-mandibular


O diagnóstico de Síndrome de Fibromialgia não exclue, no entanto, a presença de outras doenças concomitantes, contudo é necessário assegurar-se que não se confunda outra enfermidade com a FM, de forma a iniciar o tratamento adequado.

Developed by: Centro de Informática - Instituto Politécnico da Guarda